Vivências - Terapia Regressiva Vivencial

Medo de agir

panico de agir

P- É um parto, eu ajudo a mulher, só que o bebe nasce morto, este enforcado pelo cordão.
T- Quem é você ai?
P- Eu sou um médico!

T- E daí, prossiga na cena.
P- O pai da criança acha que a culpa foi minha.

T- E o que ocorre quando ele pensa assim?
P- Ele quer me matar, mais eu consigo fugir, é uma região rural, uma fazenda ele consegue me pegar e dá uma pancada com uma ferramenta, eu fico desacordado.

T- E o que ocorre com você?
P- Eu estou num manicômio, eu acordo aqui, estou preso neste lugar, tenho certeza de que não tenho nada, nenhum problema, esta pancada apenas afetou meu braço direito, mais tenho consciência de quem sou eu sou, um médico e estou num lugar sombrio e deteriorado, é muito difícil sair daqui.

T- Que emoção sente aí?
P- Falta de liberdade, sem forças para lutar, querer entender o porquê de tudo isso, inconformidade.

T- E daí prossiga.
P- As pessoas acham que eu desapareci ninguém sabe que estou aqui, foi aquele fazendeiro.

T- Quantos anos você tem?
P- Eu sou um homem, tenho 35 anos.

T- Durante quanto tempo você fica neste lugar?
P-12 anos

T- E o que ocorre após doze anos?
P- Eu morro aqui, eu fico muito doente vou definhando ate morrer.

T- Que sentimento você leva na sua morte?
P- Desanimo total, e muita fraqueza.

T- Para onde vai ou é levado?
P- Eu ainda estou aqui, dentro de uma sala escura, um lugar sujo, velho, eu ficava aqui e não falava com ninguém raramente eu comia.

T- E o que sente ai?
P- Desesperança, solidão.

T- E após sua morte, o que ocorre com sua consciência?
P- Eu vou para um lugar onde eu possa ver o sol, ter contato com a natureza, com água, sentir o cheiro das flores, tomar uma água pura.

T- De tudo o que vivenciou aqui, qual o momento mais significativo pra você?
P- Quando fui golpeado com aquela ferramenta e apaguei - sentimento de injustiça e impotência. Ele achava que a mulher dele gostava de mim, e que eventualmente aquele filho pudesse ser meu, mais não era verdade isso. No fundo ele tinha inveja de mim.

T- E qual relação você percebe com o seu momento atual, ou seja, a dificuldade em tomar atitudes, o medo de agir?
P- Eu não consigo me encontrar em profissão nenhuma hoje, e o pensamento é sempre de que nada que eu faça vai adiantar, portanto não tenho ação.

T- E o que deseja modificar agora que tem a consciência daquilo que o prendia impedindo ter atitudes positivas.
P- Eu quero sentir alegria, a mesma que percebo que ele tinha, a mesma segurança dele, ele fazia tudo com muito amor, ele gostava muito das pessoas, hoje eu estou sempre desconfiado delas, ele tinha prazer em trabalhar e eu sempre com medo hoje.

T- Então o que você pode modificar efetivamente a partir de hoje na sua vida?

Redecisão

Me sino livre e seguro sendo como sou e passo a agir mais na minha vida profissional”

Copyright © 2011 .:: Vivências - Terapia Regressiva Vivencial ::. Todos os direitos reservados.
Designed by O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. . Powered by Joomla! and T3 Framework.